Sábado, 30 de Abril de 2005

A espinhela caiu

Falando com o Rodrigo sobre espinhela caída, lembrei de quando eu era criança e minha avó sempre dizia que eu tinha isso quando me sentia meio mal sem outra explicação. Daí ela, que é benzedeira e mão-de-santo, pegava uns galinhos de arruda (que fediam pra caramba) e ia cruzando-os sobre meu peito, dizendo palavras sussurradas que eu adoraria saber quais eram. Não lembro se isso adiantava pra alguma coisa, mas é uma lembrança interessante.

Como o Rodrigo nunca tinha ouvido falar em espinhela caída, fui pesquisar na internet. Achei algumas coisas interessantes. Primiero:

"Espinhela é nome vulgar do apêndice cartilageíneo alongado, que termina inferiormente o esterno, chamado também apêndice xifóide." (0)

Uma dica para curar a doença (é doença?):

"Para curar espinhela caída, coloca-se a pessoa doente de costas para outra, sã. As duas enlaçam os braços e a boa se curva para a frente, suspendendo a pessoa doente em suas costas. É importante que a pessoa levantada esteja bem relaxada. Faz-se isso três dias seguidos, e ela estará curada." (0)

O primeiro médico a vir ao Brasil, lá no século 16, já curava espinhela caída... "Este conceito de espinhela caída já existia entre os ameríndios antes da chegada da ação civilizadora". (0)

Minha avó não é tão maluca assim.
publicado por Ederson às 04:28
link do texto | COMENTAR
1 comentário:
De docerebelde a 2 de Maio de 2005 às 09:43
Se é por santidade , se por qualquer motivo, eu sei que alivia o sofrimento da espinhela caída.......eu já vivi esses tormentos. Fica bem e continua a DES-crever temas semelhantes, são interessantes! Bjs

Comentar o texto

- arquivos

- links

- pesquisar no Obnubilado

- obnubilado?

- subscrever feeds

- tags

- todas as tags

blogs SAPO