Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Batman inicia

batman.jpg

Nunca gostei do Batman. Junto com o Super-Homem ele lidera o time dos heróis que não matam os bandidos; muitas vezes, ao contrário, até dão a mão para eles quando estão caindo de um prédio ou montanha; os prendem; e meses ou anos depois têm que enfrentá-los novamente quando os meliantes fogem da prisão ou retornam do exílio. Assim, sempre preferi os X-Men, que são depressivos, complicados, têm um passado obscuro e não exitam em matar quem incomoda a paz alheia (ok, estou exagerando um pouco, afinal eles são mutantes mas são limpinhos).

Os filmes anteriores do Batman não me ajudaram a esquecer essa má impressão. Aliás, Batman, Batman - O Retorno, Batman Eternamente e Batman e Robin são peças publicitárias aumentadas. Divertidas, transvestidas, coloridas, mas sem nada pra dizer a mim. Com excessão da mulher-gato de Michele Pfeifer, todo o resto poderia desaparecer da história do cinema (incluindo aquii o queixo do Val Kilmer e os mamilos na roupa do George Clooney - sem mencionar o patético Schwarzenegger pintado de azul).

Esperava algo melhor de Batman Begins, afinal o diretor é Cristopher Nolan (o cara que fez Amnésia e Insônia, dois filmes merecedores de muitos adjetivos elogiosos que não vêm ao caso). No entanto, se eu dissesse que é melhor do que os outros eu estaria mentindo (excluo dessa comparação Batman e Robin, que pretendo um dia esquecer que vi). O filme é mais sombrio, o filme é mais sério, o filme é mais real (Gotham parece uma cidade e não um assustador quadro expressionista, por exemplo). O filme é mais várias coisas, mas se perde. Ou me perde. Longas cenas de luta e carros rangendo os freios nas autopistas me cansaram tanto quanto Matrix Reloaded. Bandidos tentando acabar com a cidade e sendo combatidos ferozmente pelo Homem Morcego sinceramente enchem meu saco.

Não quero mais falar disso. Mas gostei porque, a certa altura, Batman diz que não vai matar o bandido, mas não precisa salvá-lo também. E deixa ele morrer. Estamos evoluindo. Na seqüência, em vez de O Espantalho, vai enfrentar O Coringa. Vai ser difícil superar Jack Nicholson na pele do mesmo personagem. Melhor não dar muito destaque pra ele no roteiro.

1 comentário

Comentar post