Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Eu vou pra Nárnia

narnia.jpg

Sou um ignorante. Nunca tinha ouvido falar em As Crônicas de Nárnia. Até que ontem, esperando para assistir o Herbie, passa, inesperadamente, o trailer do filme que se baseia nas tais crônicas que eu desconhecia. No começo achei que fosse mais um filme sobre crianças pobres maltratadas pelo tio rico. Mas aí, quando a guria entra no guarda-roupa, tudo muda e eu levei um susto e fiquei impressionado. Bastante impressionado.

Estou pesquisando sobre os livros desde então. Pretendo comprar o primeiro e ler. Gostaria de comprar a edição que traz os sete juntos (sim, são sete livros), mas custa, a mais barata, R$ 84,00 (não seria caro, por sete volumes, se o total de páginas não fosse menos de 600). Baixei pela internet, mas além de ser horrível ler no computador, é tudo em inglês. Fica complicado.

Os livros foram escritos na década de 50 por C.S. Lewis, que era, além de conterrâneo, era colega de trabalho na universiade de Oxford de Tolkien (pra quem não sabe, Tolkien é o cara que escreveu O Senhor dos Anéis). Fala sobre as crianças que, entrando no guarda-roupa do tio de um deles, descobrem o reino de Nárnia, onde a bruxa branca Jadis amaldiçoou o lugar com um inverno eterno. As crianças se juntarão então ao deus-leão Aslan para cumprir a profecia que diz que quando quatro reis e rainhas sentarem-se nos quatro tronos do castelo de Cair Paravel tudo mudará. Isso é, pelo que entendi, só o começo da história. Ao longo dos sete livros o tempo vai passando, outras histórias vão acontecendo, as crianças se tornam reis mesmo e crescem e etc etc etc.

As imagens do trailer são magníficas. Talvez o filme seja uma porcaria, mas o visual é aterradoramente perfeito. O subtítulo do filme é O leão, a feiticeira e o guarda-roupa, mesmo subtítulo do segundo livro (o primeiro nas edições atuais é O sobrinho do mago que, em minha pesquisa, descobri que não foi o primeiro a ser lançado na época).

5 comentários

Comentar post