Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Tudo arde em Porto Alegre

Não estou com muita inspiração para escrever aqui coisas diferentes e interessantes. Estou em dias introspectivos, passo horas arrumando coisas em casa e não dou mais muita bola pra internet. Então, vou fazer um pequeno resumo de alguns filmes que eu vi enquanto estava em Pelotas. Aproveitei a tv a cabo e o dvd de lá para aumentar minha cultura.

O Poderoso Chefão Parte 2 - Talvez o melhor filme que eu já vi. Genial.

A Vila - Depois dos lixos que M. Night Shyamalan fez, achei que fosse vomitar ao ver esse seu último trabalho. Mas, para minha surpresa, gostei muito. Entendi perfeitamente o motivo de todos os personagens. Achei a história muito bem bolada. Talvez eu já tivesse descoberto o mistério antes do fim, mas isso realmente não importa. É um belo filme.

Menina de Ouro - Pô, achei ela fosse ficar doente, mas a tragédia é outra. É muito bom, mas acho que força demais para a platéia chorar.

Encontros e Desencontros - Bonitinho e legalzinho. O primeiro plano é lindo.

Rattle and Hum - O filme do U2. Documentário que mostra a turnê do disco The Joshua Tree, em 1988. Eu tenho o CD e ver as músicas na tela foi muito bom. As imagens, em preto e branco, são magníficas. Ah, e ainda pude descobrir daonde vem a fotografia da capa.

A Fantástica Fábrica de Chocolate - Johnny Depp incrível. Muito legais os Woompa Loompas e suas músicas, mas aqueles com cabelo verde da primeira versão eram mais sinistros. Aliás, o filme anterior era menos drag-queen e tinha um final mais marcante.

Madagascar - Vi para acompanhar meu irmão. Não me agradou. Achei a animação pobre, com um humor forçado, mas o roteiro até que tem boas idéias. O drink com água do mar é a melhor delas.

King Kong - A versão de 1976. Poderia dizer que é melhor que o trabalho do Peter Jackson, mas não vou fazer isso. A melhor cena é o gorila se escondendo na esquina de um prédio. A morte dele é chocante; nunca vi tanto sangue. (PJ quis fazer algo mais poético e acabou sendo chato). Fiquei surpreso ao constatar que ele sobe no World Trade Center.

2 comentários

Comentar post