Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Vitrola, minha vitrola

Por mais de um ano mantive uma relação esquizofrênica. Meu toca-discos ficava em Pelotas e eu, morando em Porto Alegre, comprava LPs que nunca conseguia escutar. Várias promessas de enviá-lo para cá foram-me feitas e foram feitas por mim. Todas resultaram em nada.

Até hoje. Esta manhã chegou o três-em-um que era do meu pai. Nele escutávamos Leandro & Leonardo na década de 80. É um Gradiente MS-200. Sempre achei lindo. Tem caixas grandes e poderosas e luzinhas amarelas e vermelhas que piscam.

Mediante sua chegada e conseqüente instalação, fui pegar meus discos comprados e nunca escutados. E ainda outros, que já havia escutado antes e estavam mofando lá numa caixa de Natal. Dos quase 40, não me lembrava da metade. Mas é normal, afinal não mexia neles há muitos meses. O que não é normal é eu me surpreender por ter discos que nem imaginava que tinha e não lembro de ter comprado. Por exemplo, Ten, do Pearl Jam, e Wide Awake in America, do U2. Se eu fosse seqüestrado ontem por bandidos que quisessem esses discos, eu morreria no cativeiro, pois não sabia mesmo que os tinha.

Outra surpresa foi eu encontrar cinco discos da Maria Bethânia - um deles repetido. Ok, lembrava de três, não de cinco. Desconfio que LPs deixados muito tempo sozinhos vão se multiplicando.

Agora fiquei com um entulho em casa: meu outro toca-discos, que há três anos não funciona. É um Eletrofone Stereo da Philips, lá do começo da década de 70, pelo que percebo. Esse da foto. É pequeninho e tem duas caixas com plugs que só cabem neste aparelho, uma coisa estranha. O que faço com isso? Jogo fora? Tenho problemas em jogar coisas fora. Até as caixas de papelão em que veio o som eu estou com pena de botar fora. Se alguém quiser essa coisa inútil (que talvez fique bom com algum tipo de conserto), me diga. Terei prazer inominável em doá-lo.

 

eletrofone.jpg

2 comentários

Comentar post