Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Una furtiva lagrima

Erro meu, eu sei, mas, por ser um filme do Woody Allen, fiquei esperando alguma coisa engraçada enquanto via Match Point hoje. Demorou pra eu me acostumar com o ritmo do filme e com o fato de que não tinha graça. </p>

E, como eu não sabia quase nada sobre ele, não tinha esperanças a respeito e me surpreendi por ter gostado imensamente. Grande roteiro. Só que, desde a primeira cena, eu pensava sobre o protagonista, John Rhys-Myers: "esse cara parece uma bicha assassina". E eu não estava completamente enganado.

Mas é verdade. Talvez porque eu tenha visto Velvet Goldmine, ou porque ele tem mesmo um rosto com traços femininos, ficou um pouco difícil acreditar que ele estava apaixonado e transando no meio do trigo com a Scarlett Johanson.

match.jpg

Bá, aqueles 15 minutos em que as coisas vão acontecendo, e a gente não sabe o que o protagonista está planejando fazer, e ele faz, e é chocante, foram alguns dos melhores minutos cinematográficos dos últimos tempos, ainda mais com aquela ária tocando. Grande direção.

Enquanto assistia, lembrei de algumas referências: O Talentoso Ripley, O crime do Padre Amaro e Crime e castigo. Só essa última faz sentido, e chega a ser citada, das outras eu lembrei porque não tinha mais o que fazer.

Ah, vi também Irma Vap, com o Marco Nanini dominando tudo, e Sra. Herderson Apresenta, com Bob Hoskins pelado (isso é só estratégia de marketing, ele aparece nu por 4 segundos; não é lindo, mas está ótimo no filme).

</font>