Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Lucy Mafra agora dá autógrafos

Vi Bárbara Heliodora esses dias na TVE dizendo que é preciso gostar de teatro para escrever sobre teatro. Na hora achei essa uma aformação boba de tão óbvia, mas o editor-chefe da Veja ainda não pensou sobre isso, e coloca gente que detesta televisão para escrever sobre televisão. E pior: para escrever sobre novela que, como sabemos, é um assunto onde se solidificam preconceitos idiotas e rasos, sem sustentação.

Pois bem, a revista falou recentemente sobre o sucesso dos personagens secundários na trama de Glória Perez. Não é uma matéria muito ruim, só dá suas alfinetadas nos protagonistas (as barbaridades que já saíram sobre Débora Secco são incontáveis - não que eu ache ela incrível, mas é sempre a mesma história: o jornalista metido a intelectual esculachando a novela das 8. Ora, vão lamber sabão!), como se numa novela com mais de 70 personagens, a história devesse ficar só em torno de três ou quatro. Bobagem.

Nos últimos dias, uma personagem bem secundária tem, mesmo, chamado muito a atenção, mas fora da novela. Lucy Mafra foi vítima de um grande boato sobre um suposto furto: ela teria pego 300 reais da bolsa de Cristiane Torloni. Não conhece Lucy Mafra? Nem eu conhecia. É aquela que faz a vizinha da Islene, a gordinha que cuida da guria cega e dá conselhos. Pois é, ela virou até capa de revista, todos os programas de fofoca falaram dela, alguns jornais publicaram entrevista, o No Mínimo fez uma grande reportagem, ela foi até no Ratinho falar sobre o assunto. E já assinou contrato com o SBT para uma novela, já que a Globo tá jogando-a pra escanteio e excluiu-a de futuros capítulos, segundo seu advogado (ela tá processando a emissora, sim).

Tudo acontece. Só falta Cristiane Torloni aparecer dizendo que virou cleptomaníaca como sua personagem e roubou a si própria usando uma echarpe, num impulso incontrolável. Não duvido.