Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Havia um só túnel

Envolvido por meu desejo de aprender espanhol, resolvi ler um livro argentino no idioma original. Peguei El Túnel na casa de Paola, minha amiga mexicana, sem saber que é um dos mais importantes romances da Argentina. Foi escrito em 1948 por Ernesto Sábato.

E eis que, página após página, a história do famoso pintor que assassina a mulher que ama, contada em primeira pessoa por ele, que pretende explicar seu crime, me atraía cada vez mais. Eu, sem querer, me identifiquei bastante com ele, apesar de o cara ser um psicótico obsessivo. O jeito como ele pensa a relação, seu ciúme, sua forte imaginação pessimista, sua tristeza a cada briga que tem com a mulher por razões bobas, me pareceu tudo muito próximo a mim.Além disso o livro é extupendamente escrito, um dos melhores que já li. Posso estar falando a maior bobagem da semana, mas me lembrou bastante Kafka. Lá nos capítulos finais, quando ele faz uma metáfora comparando o mundo dele e o de Maria Iribarne, sua amada, (revelando, então, a razão de o livro se chamar como se chama) é um daqueles momentos em que se pára para pensar como alguém pode escrever algo tão profundo e tocante e lindo e ao mesmo tempo tão triste. Genial.

Ia colocar um trecho aqui, mas não vale a pena. Melhor ler o livro inteiro, que é bem curtinho (100 áginas nesta edição espanhola das Ediciones Cátedra, que traz quatro páginas não impressas – um erro imperdoável).