Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Interfaces


Falas-me dos subúrbios perdidos
De carros que rasgam o pasmo
De feixes, circuitos, botões, luz</p>Falas-me de gotas paradas no tempo
De abismos internos, sem explicar
Contas-me de arranhões no teu antebraço
Duvidas das almas caindo no escuro profundo sem nada vazio
Terror</p>Falas-me das asas, das pedras, da cruz que te sustentou
E que tu não sustentas mais
Chicoteias-me com meias palavras
Digladias-te com tudo que sentes
Emites sons desconexos e por vezes acertas meus alvos</p>Falas-me da geada nas cidades mais frias
Da fumaça onde tudo queimou
Elogias teus próprios critérios
Não perdes nem ganhas amparo
Não pedes nem ofereces compreensão</p>Falas-me do que não viste, mas julgas que é
Contas-me teus sonhos inanes
Criados em noites de ar tão difícil</p>Falas-me do ópio, do lixo, dos primos, dos ratos,
Da veia, da raiva, do vil e dos versos que não começaste</p>Porque não me falas
dos pregos que cravas
em meu peito aberto?</p>

(Ederson Nunes)