Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Esta é Ana Amélia

ana_amelia.jpg

Eis que, andando nos corredores do Theatro São Pedro, encontro, perto de uma janela, uma alegre e colorida, porém falecida, mosca.

Toco-a, pego-a, acaricio-a, jogo-a dentro de meu bolso e trago-a para casa.

Batizo-a. Chama-se, pois, Ana Amélia e vai ficar guardada em um pote de geléia onde, hoje, alojo moedas de um centavo.

Na foto, é a própria, digitalizada por mim. Ela, obedientemente, ficou firme quando o scanner emperrou e eu, carinhosamente, empurrei-o contra a parede. Boa garota.








Borboletas no São Pedro

borbo.jpg

Eu não dava nada por essa peça. Liberdade para as borboletas, que nome mais gay...

Depois de longo tempo sem ir ao teatro, fui lá ver. No Theatro São Pedro (minúsculo como sempre). Platéia cheia. Do meu lado senta-se Lázaro Ramos. Duas pessoas pedem autógrafo e elogiam-no. Ele sorri constrangido.

Estamos na penúltima fila, K. Fico feliz com isso, porque assim não preciso me preocupar em não atrapalhar os atores. Tenho medo de ter um acesso de tosse, ou deixar meu queixo cair com estrondo no chão. Bom também sentar-se atrás porque em peças que os atores têm a péssima idéia de falar com o público, obviamente sempre escolhem alguém da frente.

Começa a peça. Caio Blat cantando e tocando violão, gravando uma música sua numa fita cassete. Ele representa um cego, Tiago. E trabalha muito bem. Na verdade, grande mérito pra direção de Gracindo Júnior, pois o cara é cego, mas não aje como cego, afinal está na casa dele e sabe onde tudo fica. Não sabemos se ele não enxerga mesmo até que isso fica bem claro. Ele mora sozinho há um mês num kitnet.

Ao lado mora Vanessa (Tais Araújo muito engraçada), garota de 20 anos voluntariosa, esparramada, enxerida, oferecida, espontânea, por quem Tiago se apaixona. E ela também se apaixona por ele. Mas aí entra em cena a mãe dele (Débora Duarte, competente, mas com um pouco mais de contenção ficaria melhor), que convence Vanessa a deixar Tiago, pra que ele, desiludido, volte para a casa dela.

Em três cenas os personagens fumam. Os tuberculosos perto do palco começam a tossir. (Pra dizer a verdade, eu, onze fileiras distante, quase comecei também.)

Bom texto, escrito por Leonard Gershe na década de 70. Boa iluminação. Ótimo cenário.

Do meu lado, Lázaro Ramos chupou três pastilhas, tossiu algumas vezes, e saiu correndo quando as luzes apagaram (medo de ser assediado pelos fãs ou vontade louca de ir ao banheiro?). À minha direita, um cara mexia insistentemente num pacote de balas que fazia barulho.