Domingo, 21 de Outubro de 2007

As ilhas desconhecidas

Por algum acaso, encontrei o site wikimapia.org. É o Google Earth misturado ao esquema da Wikipedia, com a possibilidade de se identificar textualmente os lugares, desde cidades até casas pequenas. Adorei. Fiquei horas olhando as lindas imagens de satélite, especialmente Rio Grande e região. Além do grande prazer mental que consegui obter me localizando no mundo, percebendo o todo ao invés de apenas a pequena parte que eu conheço à altura do chão, descobri lugares que eu só conhecia como referência, ou que eu não sabia bem onde ficava, apesar de lá já ter estado. Eis o caso das ilhas de Rio Grande.

 

Rio Grande é uma cidade que pode dizer-se "média" (com aí uns 200 mil habitantes), embora seja muito maior em território do que em desenvolvimento urbano, intelectual e pessoal. A cidade tem algumas ilhas, entre elas a Ilha dos Marinheiros, a maior ilha do Rio Grande do Sul. Em uma dessas ilhas nasceu minha mãe, e parte distante de minha família materna ainda lá vive. Chama-se Ilha do Leonídio, foi colonizada por portugueses e, apesar de sua exclusão total e errônea de alguns mapas do Rio Grande do Sul, ela existe sim, senhor (veja diferenças da região em dois mapas). Porém, olhando as imagens de satélite, me deparei com um fato desconcertante: ela não é exatamente uma ilha.


Tal localidade não está no meio da água, é apenas separada do continente por finos arroios (um deles o maligno Arroio das Cabeças), e isso foi uma grande decepção geográfica para mim.

 

Esse também é o caso da Ilha da Torotama, que fica um pouco mais para cima e na verdade parece – pelo satélite - mais uma península (ou algo do tipo) do que uma ilha. Mas tudo bem. Agora eu sei dessas coisas e fiquei feliz.

 

Como eu disse, esse tal de Wikimapia permite que qualquer usuário identifique nas imagens cidades, edifícios, praças, condomínios, bairros etc, além de poder editar coisas que outras pessoas colocaram, votar nos lugares ainda não aprovados, apagar e coisital. Fiquei fã disso. Identifiquei vários locais (em especial na Quinta, onde eu nasci - inclusive identifiquei um do lado errado da rua e ainda não pude apagar), votei contra os pontos debilmente identificados como "aqui mora o chupa-cabras", "Casa da Vó Neli", "Cafofo da Vanessa" e assemelhados, e editei alguns outros, corrigindo dados ou acrescentando. É meu novo passatempo, muito útil para quando eu quero fingir que não tenho nada para fazer.

 

publicado por Ederson às 19:28
link do texto | COMENTAR
17 comentários:
De ronaldo a 22 de Outubro de 2007 às 05:12
pra tu ver, eu nao sabia q em rio grande tinha ilhas, muito menos a maior ilha. devo ter falltado na aula de geografia ou tua cidade foi ignorada no meu colegi o
De Katine Walmrath a 23 de Outubro de 2007 às 22:41
Não faz a minha cabeça.
Primeiro, porque eu tenho medo.
Desde o Google Earth que eu tenho medo de me enxergar na tela do computador.
Tipo, será que eles tão me vigiando?
E, segundo, porque um amigo meu me falou sobre a tal de deriva dos continentes.
As coisa tão tudo em movimento mesmo.
Não vou perder meu tempo estudando onde tá cada coisa se daqui a pouco elas vão tudo mudar de lugar.

De Ederson a 24 de Outubro de 2007 às 04:30
"deriva dos continentes"? hummm...
se Porto Alegre for parar perto de Madri, ou Londres, acho bom
De graziana a 24 de Outubro de 2007 às 23:51
obnubilado também é cultura!
adoraria que porto alegre fosse pra perto de portugal, já pensou que beleza! além dos doces portugueses, aqueles lugares lindos!
De sean a 25 de Outubro de 2007 às 16:26
*




maligno arroio das cabeças?
desembucha: que tu fez lá?





*
De Ederson a 27 de Outubro de 2007 às 17:46
ah, histórias terríveis tem aquele arroio. um dia serão todas esclarecidas.
De maira a 31 de Outubro de 2007 às 15:39
Bahhh, to curiosissima pra saber do tal arroio das cabeças! Sabe que adoro uma historia de suspense e terror!! Conta, conta !!!
Adorei os nomes dos lugares! Já te disse que adoro o nome do lugar onde vc nasceu ne? Tão bucólico!
De Rodrigo a 16 de Novembro de 2007 às 22:19
Já aproveitou q tá aí e baixou o google earth? Se não, baixa aí:
http://earth.google.com/download-earth.html

e tb veja as instruçoes para ver estrelas e planetas.
http://earth.google.com/sky/skyedu.html

A nasa tem um programa parecido, só que dá pra ver a terra e ou outros planets com os seus relevos. É mais complicado de instalar. Se quiser, peça ajuda.
De Célia Pereira a 22 de Fevereiro de 2011 às 19:10
Olá, Sou Célia. Sou riograndina e a tal Ilha do Leonídio (meu trisavô) é muito interessante. Estou redescobrindo esta e a Ilha dos Marinheiros. Suas histórias, sua gente, ...
Posso te enviar fotos se quiseres matar a saudade.
Abraço...
De Cledenir Mendonça a 13 de Março de 2011 às 21:36
Caro Ederson sou formado em História e tenho alguns trabalhos quanto ao nosso interior (Quinta, Povo Novo, sobre o Sr. LEONIDIO ANTERO DA SILVEIRA,antigo proprietário da ilha, Quitéria...)
Um abraço.
De Prado a 25 de Abril de 2011 às 16:50
Doutor Cledenir, por favor entre em contato.
Francisco Prado
De Adélia Augusta Pereira a 13 de Abril de 2012 às 04:06
De Adélia Augusta Pereira 12 de Abril de 2012, Rio Grande. R.S. Pesquisando sobre Leonidio Antero da Silveira, tive a grata satisfação de encontrar-te , Celia Pereira minha prima já havia me falado em ti. Tenho a dizerte que gosto muito de historia, e particularmente quando se trata de familia, Leonidio Antero da Silveira era irmão de José Antero da Silveira, nosso bisavô,portanto Leonidio era nosso tio trisavô, gostaria muito de saber mais sobre o asunto, ex nome dos pais e datas de onde vieram e.t.c.....Tenho fotos deles, de 1900 talvez ,se te intereça, será um prazer te dar copias. Abraço
De Cledenir Mendonça a 14 de Abril de 2012 às 12:14

Oi Adelia. Tenho algum material sim que repassei também a Célia que anda a buscas sobre a familia. Também tenho fotos da mulher do Leonidio pai, a Zeferina. Cmo posso obter tuas fotos? Aqui em Rio Grande tem mais parentes de voces que descobri. Abraços
De Mariana Silveira a 30 de Janeiro de 2013 às 05:24
Oi Adélia, Célia e Cleudenir.
Esse mundo é pequeno e nós, pelo jeito, uma família grande... Sou filha do José Antero da Silveira, nascido em Rio Grande, que herdou o nome de seu avô (pai do Edmundo Silveira). Sempre ouviamos falar da Ilha do Leonídeo e do "vovô" Leonídeo... Seria legal ter acesso ao material que vocês reuniram, ver fotos, curiosidades e histórias. Poderiam nos enviar? Meu e-mail é marianadrs@hotmail.com
Um abraço!
Mariana Silveira
De Marcio Silveira a 23 de Maio de 2013 às 18:36
Olá "Silveiras".

Também descendo do Leonídio, assim como a Mariana (filha do Tio Juca) sou neto do Edmundo Silveira (que era neto e afilhado do Leonídio). Se possível, gostaria de ter acesso aos seus respectivos acervos.
Meu e-mail é msilveira@vetorial.net
Grande abraço.
De Mariana a 24 de Maio de 2013 às 22:12
Oi, Márcio!!
Acho que devíamos fazer um blog ou um grupo no facebook para disponibilizarmos uns aos outros essas histórias, fotos, informações. Acho que todos os primos ficam curiosos quando se fala desse assunto. Meu pai tem informações meio soltas, algumas fotos do vô Edmundo criança. Parece que tua mãe e tia Toninha tem mais coisas... Seria uma época legal de juntar essas informações, eles tão velhinhos...
No mais, tudo certo por aí?
Abraço!
De angelo a 25 de Maio de 2013 às 18:45
nasci e me criei la moro la ate hoje e gosto muito da Ilha do Leonidio e um lugar muito bom d c viver! abra¿o angelo.

Comentar o texto

- arquivos

- links

- pesquisar no Obnubilado

- obnubilado?

- subscrever feeds

- tags

- todas as tags

blogs SAPO