Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Dois fotógrafos

O primeiro é Bilal Hussein (sim, realmente é um nome engraçado). Ele fazia parte da equipe da AP que ganhou um prêmio Pulitzer por sua cobertura das coisas iraquianas. Pois ele foi preso há mais e um ano no Iraque por tropas norte-americanas, que o mantém inacessível em uma prisão, sem acusações formais. Há um abaixo-assinado (achei que só brasileiros é que gostavam de fazer isso) pedindo providências. Entre aqui e assine, clicando lá onde diz “act now”.

O outro se chamava Kevin Carter. Em 1993 ele tirou uma foto bastante impressionante, de uma criança africana daquelas raquíticas sendo observada por um urubu (clica aqui se quiser ver),

Ele era um fotógrafo conceituado, pois tinha feito parte do Bang-Bang Club, que documentou os conflitos do apertheid na África do Sul. Mas essa foto da criança ele fez no Sudão, quando foi documentar massacres e genocídios. Foi publicada pelo New York Times e ganhou um prêmio Pulitzer.

E a partir de então ele se viu envoltos em perguntas e críticas: “o que você fez para ajudar a criança? Bateu sua fotinha, ganhou seu prêminho, mas deixou a menina sendo devorada por aves terríveis?”.

Ele próprio passou a ficar atormentado com isso, e se criticava também:

- "É a foto mais importante da minha carreira mas não estou orgulhoso dela, não quero nem vê-la. Odeio-a. Ainda estou arrependido de não ter ajudado a menina..."

Pouco tempo depois, aos 33 anos, ele se suicidou, inalando o gás carbônico de seu carro.

Em 1996, a banda Maniac Street Preachers lançou uma música com o nome do fotógrafo. Obviamente, só porque ele se matou tragicamente e isso dá audiência (até por isso estou eu a falar dele). Se ele tivesse ajudado a criança ao invés de fotografar, ninguém teria dado bola.

4 comentários

Comentar post