Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

obnubilado

Blog que ainda existe, apesar do tempo.

Xuxa roda a bolsinha

Comprei um Diário Gaúcho para espairecer. Como um todo, o jornal está cada vez mais vomitável, no entanto às vezes tem uma ou outra matéria muito interessante. Infelizmente as coisas interessantes resultam em matéria superficial, quase sempre repleta de gírias e tendo fotos de novela como referência.

Neste que eu comprei, do dia 27 de abril, havia uma matéria sobre as prostitutas que ficam na volta do Mercado Público, aqui em Porto Alegre. O objetivo era fazer uma comparação entre a vida real das profissionais e a atuação de Camila Pitanga, como a garota de programa da novela. Obviamente o dia-a-dia das prostitutas da Praça XV não tem nada a ver com a novela da Globo, mas a matéria, escrita por Lis Aline Silveira, traz perfis dessas mulheres que eu achei muitíssmos interessantes e resolvi reproduzir. O primeiro deles é da Xuxa:


Xuxa tem 29 anos e é prostituta nas imediações do Mercado há dez. Moradora de cachoeirinha e mãe de três filhos, seu marido encontra-se no Presídio Central. No dia 17, ela chegou ao Mercado pelas 13h30min. O primeiro dos quatro programas que fez naquele dia rolou às 14h30min. Todos foram realizados em um hotel próximo, no qual 30 minutos saem por R$ 6. O cliente era um idoso, aliás o tipo preferido pela prostituta.

- Gosto dos velhinhos porque não são agressivos e pagam direitinho.


Outro texto fala da Mineira:


Mineira, 26 anos, há nove anos no Mercado Público, tem uma dificulade extra como prostituta: é lésbica. Ela vive com uma namorada há quatro anos e aprendeu desde cedo a separar a rotina de trabalho com a de casa.

- Trabalho com homens, mas sou casada com uma mulher. Levo no profissionalismo a transa com eles.

 

O último é mais triste:

 

Adriana, 32 anos, está grávida, mas não sabe de quantos meses. Apesar da barriga já evidente, ela ainda não fez os exames de pré-natal:

- Trabalhar grávida dá medo. E têm homens que adoram!

Prostituta desde os 14 anos, Adriana coleciona tristezas: fugiu de casa ainda menina, pois o padrasto a violentava.

- Mas levanto a cabeça e toco o barco – diz.

Até as 16h daquele dia, ela ainda não havia feito programas nem havia se alimentado desde de manhã. Pouco depois, surgiu com um cachorro-quente:

- Pedi para um homem me pagar. Têm dias que é difícil...

4 comentários

Comentar post